Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site.
Ao utilizar nosso site e suas ferramentas, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

SECOVI-PE - Política de Privacidade

Esta política estabelece como ocorre o tratamento dos dados pessoais dos visitantes dos sites dos projetos gerenciados pela SECOVI-PE.

As informações coletadas de usuários ao preencher formulários inclusos neste site serão utilizadas apenas para fins de comunicação de nossas ações.

O presente site utiliza a tecnologia de cookies, através dos quais não é possível identificar diretamente o usuário. Entretanto, a partir deles é possível saber informações mais generalizadas, como geolocalização, navegador utilizado e se o acesso é por desktop ou mobile, além de identificar outras informações sobre hábitos de navegação.

O usuário tem direito a obter, em relação aos dados tratados pelo nosso site, a qualquer momento, a confirmação do armazenamento desses dados.

O consentimento do usuário titular dos dados será fornecido através do próprio site e seus formulários preenchidos.

De acordo com os termos estabelecidos nesta política, a SECOVI-PE não divulgará dados pessoais.

Com o objetivo de garantir maior proteção das informações pessoais que estão no banco de dados, a SECOVI-PE implementa medidas contra ameaças físicas e técnicas, a fim de proteger todas as informações pessoais para evitar uso e divulgação não autorizados.

fechar

Notícias

Decreto 50.470 - Flexibilização das medidas restritivas a partir de 1º de abril - SECOVI-PE

Decreto 50.470 - Flexibilização das medidas restritivas a partir de 1º de abril

Orientações a cerca da aplicabilidade do Decreto Estadual 50.470 26 março 2021

@Secovi - 31/03/2021


Considerando as ações dos entes públicos e privados no âmbito do combate à pandemia do Coronavírus (COVID-19), foi publicado, em 26 de março de 2021, o Decreto Estadual nº 50.470/2021, o qual estabelece medidas temporárias para enfrentamento do cenário emergencial da saúde pública. Para mais informações baixe o arquivo.

Novas condições da Caixa para casa

@Fonte: Jornal do Commercio - Economia - 11/06/2021


Endividado, o brasileiro está correndo atrás de qualquer alternativa para reduzir, suspender, adiar e negociar as dívidas. No início deste semana, a Caixa Econômica Federal anunciou que fará pausa e redução temporária no pagamento da parcela do financiamento habitacional. De acordo com o setor, a inadimplência está alta, ultrapassando os 7% para quem deve três prestações. Este é o limite, o momento de corda no pescoço e que os bancos podem até tomar o imóvel para leiloar.

O momento é de aproveitar a iniciativa do banco de "facilitar" a vida de quem tem crédito imobiliário. A pandemia da covid-19 colocou a economia em crise, fez explodir o desemprego e diminuiu a renda da população.

Diante do cenário, a Caixa decidiu reduzir em até 75% no valor das parcelas do financiamento habitacional por tempo limitado. A medida auxiliará quem enfrenta dificuldade financeira em razão da covid-19. Os beneficiários do Auxílio Emergencial 2021 ou do Seguro Desemprego poderão pausar o pagamento do financiamento.

"Mais uma vez, ouvindo a população num momento sensível para o mundo inteiro, estamos oferecendo uma redução no pagamento das prestações. Como normalmente faltam ainda 10 a 15 anos [para o fim do financiamento], o acréscimo será muito pequeno ao longo do tempo", explicou o presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

Tanto no caso de redução das parcelas quanto na pausa, ao término do prazo estabelecido, a cobrança volta ao valor normal, os descontos concedidos serão incorporados ao saldo devedor e a cobrança diluída até o fim do contrato. A taxa de juros e o prazo contratado inicialmente não sofrem alteração.

Para a redução de até 25% da prestação, a Caixa está oferecendo um prazo máximo de até seis meses; a redução entre 25% e 74,99% da prestação, vigora por até três meses. Para isso, é preciso apresentar autodeclaração de perda de renda;

Para redução acima de 75% da prestação, é necessário apresentar comprovação documental da perda de renda para avaliação pela Caixa. Todas as solicitações devem ser feitas pelo App Habitação Caixa.

O banco também está lançando mão da pausa no financiamento. Essa medida, no entanto, só é válida para quem está recebendo o auxílio emergencial ou Seguro Desemprego e quer pausar o pagamento das parcelas. O prazo de duração da medida é de até seis meses.

A solicitação é feita também pelo aplicativo de habitação da Caixa ou pelo telefone 0800-104-0104.

A Caixa concentra atualmente cerca de 80% do crédito mobiliário do País, mas existe a expectativa de que outros credores imobiliários sigam o movimento do banco. No ano passado, quando a pandemia chegou ao País, as instituições atuarem em conformidade. Em 2021, a pandemia perdura e a economia, deteriorada. De acordo com dados da Abrainc, no primeiro trimestre, as vendas de imóveis cresceram 21% no País e deve fechar o ano em 30%. Evitar distratos ou dívidas é fundamental.