Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site.
Ao utilizar nosso site e suas ferramentas, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

SECOVI-PE - Política de Privacidade

Esta política estabelece como ocorre o tratamento dos dados pessoais dos visitantes dos sites dos projetos gerenciados pela SECOVI-PE.

As informações coletadas de usuários ao preencher formulários inclusos neste site serão utilizadas apenas para fins de comunicação de nossas ações.

O presente site utiliza a tecnologia de cookies, através dos quais não é possível identificar diretamente o usuário. Entretanto, a partir deles é possível saber informações mais generalizadas, como geolocalização, navegador utilizado e se o acesso é por desktop ou mobile, além de identificar outras informações sobre hábitos de navegação.

O usuário tem direito a obter, em relação aos dados tratados pelo nosso site, a qualquer momento, a confirmação do armazenamento desses dados.

O consentimento do usuário titular dos dados será fornecido através do próprio site e seus formulários preenchidos.

De acordo com os termos estabelecidos nesta política, a SECOVI-PE não divulgará dados pessoais.

Com o objetivo de garantir maior proteção das informações pessoais que estão no banco de dados, a SECOVI-PE implementa medidas contra ameaças físicas e técnicas, a fim de proteger todas as informações pessoais para evitar uso e divulgação não autorizados.

fechar

Notícias

Decreto 50.470 - Flexibilização das medidas restritivas a partir de 1º de abril - SECOVI-PE

Decreto 50.470 - Flexibilização das medidas restritivas a partir de 1º de abril

Orientações a cerca da aplicabilidade do Decreto Estadual 50.470 26 março 2021

@Secovi - 31/03/2021


Considerando as ações dos entes públicos e privados no âmbito do combate à pandemia do Coronavírus (COVID-19), foi publicado, em 26 de março de 2021, o Decreto Estadual nº 50.470/2021, o qual estabelece medidas temporárias para enfrentamento do cenário emergencial da saúde pública. Para mais informações baixe o arquivo.

Setor de serviços volta a registrar desempenho positivo em Pernambuco

@Fonte: Pernambuco.Com - Economia - 14/07/2021


Após registrar resultados negativos por três meses consecutivos, o setor de serviços em Pernambuco voltou a dar sinais de recuperação e subiu 3,9% em maio. O resultado estadual, divulgado ontem pelo IBGE por meio da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), é superior à média brasileira, que ficou em 1,2%, e o nono maior do país.

Durante o período avaliado, todas as cinco atividades de serviços pesquisadas pela PMS registraram crescimento na comparação com o mesmo período do ano passado. Pelo segundo mês seguido, o maior avanço ficou com os serviços prestados às famílias, que incluem 23 segmentos, como hotéis, bares, restaurantes, salões de beleza, espetáculos de artes cênicas e atividades esportivas em geral, com aumento de 126,9%.

De acordo com a gerente de planejamento e gestão do IBGE em Pernambuco, Fernanda Estelita, a alta tão expressiva nessa atividade específica ocorreu devido a uma base de comparação baixa. “Essas foram as atividades que mais sofreram com o distanciamento social causado pela pandemia em função das características dos serviços prestados, que exigem maior interação social”.

O segundo melhor desempenho ficou por conta do setor de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio, com crescimento de 44,9% em maio desde ano em comparação com o mesmo período de 2020. Já os serviços profissionais, administrativos e complementares avançaram 16,8%, seguidos pela categoria outros serviços, que inclui a compra, venda e aluguel de imóveis, atividades de apoio à agricultura, à pecuária e gestão de resíduos sólidos, cujo avanço foi de 11%. O menor avanço foi registrado pelo setor de serviços de informação e comunicação, 7,9%.

Na comparação entre maio de 2021 e o mesmo período do ano passado, a alta no volume de serviços no estado foi de 29%, o que coloca Pernambuco em sexto lugar no ranking nacional. O avanço é superior à média brasileira, que ficou em 23% no mesmo período.

De janeiro a maio deste ano, os setores de outros serviços e serviços prestados às famílias estão empatados em primeiro lugar com crescimento de 8,4%. Os transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio aparecem em seguida, com alta de 2,5%, enquanto os serviços profissionais, administrativos e complementares tiveram um aumento discreto de 0,7%. Os serviços de informação e comunicação são os únicos que registram queda, -0,8%. No geral, o desempenho do estado nesse período foi inferior ao do país, com crescimento de 2,2% versus 7,3% na média nacional.

Já no acumulado dos últimos 12 meses, o resultado estadual foi negativo, com retração de 7,5%. No Brasil, a queda foi menos intensa, 2,2%. Nesse período, apenas o setor de outros serviços registrou um desempenho positivo no estado, com avanço de 8,7%. Os serviços prestados às famílias tiveram o pior desempenho, com recuo de 29,5%. Enquanto os serviços profissionais, administrativos e complementares tiveram retração de 8,4%, seguido pelo setor de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio, -5,3%, e serviços de informação e comunicação, -2,8%.