Notícias

Prêmio Master Imobiliário 2017

Inscrições para o Prêmio Master Imobiliário 2017 estão abertas e podem ser feitas até 24/3

@FIABC-BRASIL - 08/02/2017


Estão abertas até o próximo dia 24 de março as inscrições para o Prêmio Master Imobiliário 2017, uma iniciativa da FIABCI-BRASIL e do Secovi-SP. Conhecido como "Oscar" do setor, a premiação é uma das melhores formas de mostrar à sociedade a importância do segmento, pois ele destaca e premia os profissionais e os cases de sucesso, distinguindo aqueles que estão sempre entre os mais criativos, de maior alcance social e que mais engrandecem a indústria imobiliária e o País.

Trabalhos de potencial e de excelência de empresas de todas as regiões do Brasil podem ser inscritos nas duas categorias da premiação:

Empreendimento – destinada aos trabalhos dos segmentos residenciais, comerciais, industriais, de lazer e outros, totalmente concluídos e entregues por empresas brasileiras no Brasil ou no exterior;

Profissional – para os trabalhos ou projetos vinculados com a indústria imobiliária nas áreas de marketing, administração, comercialização, inovações tecnológicas, urbanismo, soluções arquitetônicas, de meio ambiente, entre outras iniciativas de qualquer natureza ligadas à área imobiliária.

Mais! Os ganhadores na categoria "Empreendimento" podem depois concorrer ao "Prix d’Excellence", uma das maiores premiações internacionais do setor, entregue anualmente sempre em cerimônia realizada durante o Congresso Mundial da FIABCI.

Regulamento e Inscrições - No site oficial do Prêmio (www.premiomasterimobiliario.com.br) estão disponíveis o regulamento e o formulário de inscrição, que deve ser preenchido e encaminhado conforme as orientações. Se preferir, o interessado pode entrar em contato com os organizadores pelo telefone (11) 5078-7778 ou telefax (11) 5078-6748.

Novidades Digitais - Este ano, o Master Imobiliário tem duas novidades que agilizam o processo de inscrição e de entrega dos cases. As inscrições também podem ser feitas on-line, pelo site do Prêmio, até 24/3. E a entrega dos trabalhos, da mesma forma, pode ser feita on-line até 20/4.

A cerimônia de entrega do Prêmio Master Imobiliário 2017 será realizada no Clube Atlético Monte Líbano, em São Paulo, na noite de 30 de agosto. Esta 23ª edição do Master Imobiliário tem patrocínio de Atlas Schindler, Bradesco, Comgás, Estadão, Gerdau e Grupo Bandeirantes.

Fonte: http://www.premiomasterimobiliario.com.br/site/

Mudança da Aneel pode dobrar tempo para retorno do investimento em placas solares

Aneel afirma que mudança no no sistema de compensação de créditos pode elevar o tempo de payback em 100% do investimento feito pelo consumidor recifense

@Fonte: Portal JC Online - Economia - 27/11/2019


Em análise pela Aneel, a proposta de mudança no sistema de compensação de créditos da geração distribuída de energia solar pode elevar o tempo de payback do investimento feito pelo consumidor residencial em quase 100% no Recife, segundo o índice Comerc Solar, que avaliou o impacto da mudança em todas as capitais do País.

Atualmente, nos números da Comerc, o tempo para retorno do investimento feito pelo consumidor residencial em energia solar gira em torno de 3,6 anos na capital pernambucana, mas pode saltar para até 7,3 anos, o que representa a possibilidade de crescimento de 98% em tempo para justificar a aplicação.

Marcel

"Hoje quase a totalidade dos estados têm retorno em menos de cinco anos, enquanto os equipamentos duram em média 20 anos. Isso pode subir para sete ou oito anos em média", diz o diretor de eficiência e energética e energia solar da Comerc, Marcel Haratz.

Na regra atual da Aneel, quando a compensação de energia se dá na baixa tensão, quem possui geração distribuída deixa de pagar todas as componentes da tarifa de fornecimento sobre a parcela de energia consumida que é compensada pela energia injetada.

Caso a medida seja aprovada, o uso da rede de distribuição e os encargos passariam a ser pagos pelos consumidores que possuem geração distribuída, não impactando mais a tarifa de quem não tem o sistema.

"Tem cinco alternativas sendo discutidas. Na última audiência pública, a Aneel sinalizou o caminho da alternativa de número 5, o que poderá fazer com que quase dobre o tempo de retorno do investimento na maioria dos estados do País", explica Haratz.

No ranking residencial da Comerc, o payback do investimento solar no Recife coloca a cidade na 20 posição dentre 27 capitais. Teresina é o local onde hoje a taxa de retorno é mais rápida, pagando-se em 2,8 anos, quando se trata de baixa tensão (residencial).

Outro ranking, que avalia o payback da média tensão (pequenos comércios e indústrias) , o melhor retorno hoje está em Vitória, com investimento retornando em 4,7 anos. Nesse caso, Recife ocupa o 18° lugar, com retorno de investimento em 6,2 anos. Aplicando-se a mudança regulatória da Aneel, o payback da média tensão em Pernambuco subiria para 7,6 anos.

"No caso da média tensão, já não há subsídio pelo uso do fio, e isso implica numa menor variação do tempo de payback. De forma geral, o que a gente espera agora é que a nova resolução, seja como for, venha para ficar, seja de fato uma resolução para sempre e traga estabilidade para o setor", avalia o diretor.