Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site.
Ao utilizar nosso site e suas ferramentas, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

SECOVI-PE - Política de Privacidade

Esta política estabelece como ocorre o tratamento dos dados pessoais dos visitantes dos sites dos projetos gerenciados pela SECOVI-PE.

As informações coletadas de usuários ao preencher formulários inclusos neste site serão utilizadas apenas para fins de comunicação de nossas ações.

O presente site utiliza a tecnologia de cookies, através dos quais não é possível identificar diretamente o usuário. Entretanto, a partir deles é possível saber informações mais generalizadas, como geolocalização, navegador utilizado e se o acesso é por desktop ou mobile, além de identificar outras informações sobre hábitos de navegação.

O usuário tem direito a obter, em relação aos dados tratados pelo nosso site, a qualquer momento, a confirmação do armazenamento desses dados.

O consentimento do usuário titular dos dados será fornecido através do próprio site e seus formulários preenchidos.

De acordo com os termos estabelecidos nesta política, a SECOVI-PE não divulgará dados pessoais.

Com o objetivo de garantir maior proteção das informações pessoais que estão no banco de dados, a SECOVI-PE implementa medidas contra ameaças físicas e técnicas, a fim de proteger todas as informações pessoais para evitar uso e divulgação não autorizados.

fechar

Notícias

Contendo temas importantes e necessários, cartilha “Corretoras Arretadas em Ação” é entregue no Secovi-PE.

@Secovi-PE - 14/06/2024


Na quinta-feira, 13, a 2º vice-presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Pernambuco – Creci-PE, Maria Zélia Pereira da Silva, entregou exemplares da cartilha “Corretoras Arretadas em Ação”, na sede do Secovi-PE. O material, lançado nacionalmente, também em versão digital, traz um conteúdo rico, tratando desde aspectos técnicos da profissão até tópicos relacionados ao combate à violência de gênero.

Idealizada e desenvolvida através da Comissão das Corretoras Arretadas, a cartilha imprime em suas páginas uma postura inovadora e o testemunho do compromisso do Creci-PE com a igualdade, respeito e inclusão da mulher no mercado imobiliário. “Com o apoio constante do presidente Francisco Monteiro, a cartilha oferece suporte e estratégias para lidar com situações de assédio, promovendo um ambiente de trabalho mais seguro e inclusivo. Além disso, aborda temas essenciais como o enfrentamento do machismo e celebra as conquistas das mulheres no cenário imobiliário”, explica ela.

Em sua confecção, a fim de dialogar de forma mais assertiva com o seu público-alvo, foram usados elementos da cultura nordestina. “Cada página e tema foram elaborados para inspirar as corretoras a se destacarem em suas trajetórias profissionais. A cartilha é enriquecida pela participação de profissionais renomadas que compartilharam suas perspectivas, tornando este material uma fonte rica e inspiradora”, completa Zélia Pereira. De acordo com ela, a cartilha já está sendo apontada como um benchmarking de grande relevância para os conselhos de outros estados.
A versão digital da cartilha “Corretoras Arretadas em Ação” pode ser encontrada através do link abaixo:

Link: http://creci-pe.gov.br/cartilha-corretora-arretada.

João fala em R$1bi para habitação

@Fonte: Jornal do Commercio - Política - 31/08/2022


O candidato a governador de Pernambuco pelo PSOL, o advogado João Arnaldo, apresentou em sabatina na TV Jornal, nesta terça-feira (30), suas propostas para as áreas de saúde, habitação e geração de emprego e renda. De acordo com o postulante, o Governo do Estado precisa inverter a ordem de prioridades para que ações de políticas públicas possam chegar, de fato, em todas as localidades de Pernambuco, principalmente nas áreas periféricas.

Em maio, Pernambuco vivenciou uma das maiores tragédias causadas pelas fortes chuvas, que resultou na morte de 133 vítimas. Questionado sobre o que poderia ser feito para que a população possa conviver com os períodos de chuvas, sem o temor de perder tudo, João Arnaldo falou sobre a necessidade de investimentos na política de habitação. “Assim como boa parte de quem mora em bairros nobres, que tem estrutura física bem feita e ninguém se preocupa com a chuva. Por que isso não acontece na periferia? Porque a política não foi feita para todo mundo. Nós queremos garantir que o orçamento seja destinado para quem mais precisa, como é a lógica de um estado democrático de direito”, declarou o candidato psolista.

Em sua proposta, o advogado afirma que seria possível destinar R$ 400 milhões por ano para habitação. “Pernambuco não tem programa de habitação, do orçamento do Estado, que hoje é de R$ 44 bilhões, vamos destinar R$400 milhões por ano para o maior programa de habitação da história do Estado”, disse. Segundo João Arnaldo, caso o ex-presidente Lula (PT) também seja eleito, seria possível firmar uma parceria com o governo federal para incrementar esse recurso, com mais R$ 600 milhões - totalizando R$ 1 bilhão o programa de habitação no Estado. Com isso, o advogado assumiu o compromisso de retirar, em quatro anos, todas as famílias que vivem em áreas de situação de risco de demolição.

Durante a sabatina na TV Jornal, o candidato a governador pelo PSOL também apresentou uma proposta de valorização do pequeno e médio empreendedor. “Vamos criar uma agência de desenvolvimento e apoio ao pequeno negócio, algo inédito em Pernambuco”, disse. Alinhado a essa iniciativa, está a criação do Banco Popular de Pernambuco, para subsidiar os recursos a estes empreendedores, sem a burocratização existente hoje.

Na área da saúde, João Arnaldo afirmou que é possível estruturar hospitais que já existem nas microrregiões de Pernambuco, mas estão sucateados e sem profissionais, propondo que duas unidades passam ser capacitadas para atendimentos de média complexidade e outros três hospitais sejam estruturados para para atender as demandas de alta complexidade. Dessa forma, o candidato acredita que seria possível desafogar os atendimentos dos hospitais que estão concentrados na Região Metropolitana do Recife.